sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Eternamente

Postado por Gabi Fonseca. às 05:11
"Eu nunca a deixarei sozinha", foi a primeira coisa que eu pensei quando vi aqueles olhos. Dizem que os homens preferem as loiras, mas era difícil resistir àquele cabelo escuro. 
Levou um tempo pra eu convencê-la a sair comigo, ela me disse depois que tinha receio de se envolver com alguém tão misterioso, mas que não pôde resistir quando mostrei meus dentes e sorri. Nosso primeiro encontro foi perfeito, ela logo cedeu e me entregou seu coração. Pra sempre.
Desde então, nunca mais nos separamos, o verdadeiro amor é o que nos une e assim será durante toda nossa caminhada. Pra onde vamos? Não importa, já tenho quem eu mais desejei ao meu lado, a parada final é só uma consequência do destino.


-Mãe, mãe o que é isso? - disse o pequeno Arthur apontado.
- NÃO OLHE, MEU AMOR, NÃO OLHE!- gritou Madalena enquanto cobria os olhos do filho para impedi-lo de ver aquele homem ensaguentado algemado a um cadáver em uma das mãos e na outra um coração humano - não é nada meu filho, não é nada...
E abraçou Arthur torcendo para que aquele mostra não os notassem, "por favor, meu Deus, por favor, não deixe que ele nos machuque, pobre moça, pobre moça... " pensou. Depois de um tempo o estranho se foi, mas Madelena sempre lembrará daqueles cabelo pretos arrastando no chão e dos olhar dele tão... tão apaixonado.


--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Happy Halloween, my sweeties.;*


0 comentários:

Postar um comentário

 

Coisas Frágeiis Copyright © 2012 Design by Amanda Inácio Vinte e poucos